Olimpíadas 2016 – minha experiência

 

rio 20

Quase um mês depois :p, venho eu contar minha experiência na Rio 2016. Minha trajetória rumo às Olimpíadas começou em outubro do ano passado, quando minha amiga e também blogueira Arielly me chamou para essa aventura, na época super empolgada aceitei e compramos ingressos para vários dias, e detalhe importante: muitos jogos já estavam esgotados, assim como hostels, etc.

rio 6

Quase um ano depois embarcamos nessa aventura do jeito mais econômico possível: de ônibus rsrs! Mas a vista era bonita!

Pegamos um ônibus de São Paulo para o Rio de Janeiro, cuja passagem também não estava lá tão pexinxa, e outra coisa o ônibus que supostamente deveria demorar seis horas, demorou mais de oito horas para chegar na cidade maravilhosa. Fica a dica para pegar ônibus noturnos e levar muito cobertor para poder dormir a vontade.

rio 2

Ficamos em um hostel em Botafogo, extremamente bem localizado, mas do que não falarei porque o café da manhã era miserável, o preço foi exorbitante por conta das olimpíadas (tipo preço de quarto de hotel 3 estrelas), pessoal desorganizado, enfim, tentaram colocar a gente em um quarto que fedia e ofereceram isso como um upgrade… depois de muita discussão conseguimos um quarto bom, pior que eu super empolgada na hora nem liguei para o quarto, só queria ir para o mar, mas, graças a Deusa, a Ari teve bom senso. Fica a dica de nunca se sujeitar a um serviço inferior ao que você contratou, não deixe sua empolgação ou sua depressão deixarem os outros pisarem em você.

rio 1

Adoro o Rio! É uma das minhas cidades preferidas no planeta pela atmosfera do lugar em si: é muita beleza natural, gente feliz, uma energia gigante! Não sei se moraria lá, porque afinal de contas eu nasci para o vil metal e a cena carioca não é lá muito melhor do que a de Birigui, e a cultura do jeitinho excessivo depois de uns dias é um saco, mas, para visitar com certeza voltarei sempre que possível!

rio 7

Dessa vez fui ao Forte de Copacabana, onde rola um museu militar e uma Confeitaria Colombo – famoso nome no Rio de Janeiro.

rio 21

O museu em si, infelizmente tem até roupinha de bebê do Castelo Branco, ditador e muitos outros ditadores são tratados como heróis e sabemos muito bem o que são: assassinos.  Não gostei do museu por conta disso. Já a parte dedicada aos verdadeiros heróis militares como nossos soldados que foram para as guerras mundiais é de fato bem interessante.

rio 12

A vista do Forte em si é muito bonita!

rio 10

A Confeitaria Colombo é muito elegante, o capuccino foi maravilhoso e por um preço que se comparar com os capuccinos fajutos de São Paulo estava super digno: R$11,00.  O doce muito bom e com preço médio de R$ 10,00, e a vista do lugar, impressionante! Vale sim a pena!

rio 13

Outra amiga juntou-se a nós, a Marília e fomos fazer a trilha do Corcovado no Parque da Lage. Muito legal.

rio 16

O local tem cavernas artificiais, jardins lindos que o pessoal aproveita para tirar mil fotos. O lance mais legal do Rio, na minha opinião, são os locais de contato com a natureza.

rio 15

Bom colocar tênis bem confortável e levar muita água para essas trilhas!

rio 14

Bom vamos às Olimpíadas em si: a cidade estava respirando isso, cheio de informações, policiamento, ruas limpas, quem dera fosse sempre assim né gente? Mas tudo para inglês ver e aliás o resto do mundo também! Tinha gente do mundo todo, gente feliz, atlética, bonita, cheia de alegria e vontade de compartilhar! Esse é o espírito olímpico!

rio 19

Fui a quatro jogos de vôlei de praia em Copacabana, o cenário, como podem ver é maravilhoso! Vi um jogo do Brasil, e não gostei da torcida vaiar o adversário, realmente não é muito esportivo, desconcentra até os brasileiros! Outra coisa… lembra que eu falei que não tinha quase ingresso? Pois bem olhem a foto acima e vejam as arquibancadas vazias… especulação… teve!

rio 8

Vi também muitas bicicletas olímpicas do ciclismo.

rio 18

 

O resumo da minha impressão é que o Brasil fez bonito, que faltou uma ou outra coisa como por exemplo contratar gente que falava mais de um idioma, mas né, moro em um estado (São Paulo), onde fecharam Oficinas Culturais e abriram cadeias… ! Queria que o Brasil fosse um lugar civilizado a maior parte do tempo para todos nós.

rio 17

 

 

 

Melhores atrações para se ir na Disney

10398314_1219679657914_6171289_n
Hey meninas, em 2009 eu tive a oportunidade de ter alguns dos melhores meses da vida na terra mágica do Mickey e como vira e mexe alguém vem me perguntar sobre o que fazer na Walt Disney World, eu resolvi fazer um ranking das cinco melhores atrações para se ir na Disney em Orlando.

Lógico que está de acordo coma minha experiência pessoal e o meu grande conselho é ficar de olho nas programações, pesquisar muito antes na internet, porque sabemos que o tempo lá é precioso, então faça valer a pena!

10398314_1234385145542_5013335_n

Have a magical day! ºoº

Machu Picchu

DSC03786

Finalmente eu posto sobre minha viagem à Machu Picchu!

DSC03879A cidade perdida dos Incas, tem como base o pueblo de Aguas Calientes, uma cidadezinha turística há cerca de 45 minutos andando da entrada de Machu Picchu.


DSC03876
Eu recomendo comprar a entrada de Machu Picchu em Cusco, vai sair mais barato do que tudo, só recomendo comprar antes Wayna Picchu, que é uma parte mais elevada, acima de Machu Picchu e cuja entrada é limitada a 300 pessoas por dia.

DSC03874Não consegui comprar Wayna Picchu, porque é recomendado comprar com pelo menos 30 dias de antecedência. Então resumindo: são duas entradas diferentes: Machu Picchu e Wayna Picchu.


DSC03826
Ninguém sabe dizer como Machu Picchu acabou, o fato é que a cidade tem de fato uma energia diferente.

DSC03829Sinceramente Machu Picchu não é um lugar completamente seguro, pelo contrário, é para quem tem preparo físico e não tem medo de aventuras. São muitas escadas, e como presente você está num lugar mágico com vista maravilhosa. Lá de fato não tem acessibilidade para cadeirantes e já aviso que deve ser muito difícil para quem utiliza muletas.

DSC03834Tem llamas super dóceis para nos recepcionar!

DSC03844Fotos turísticas rsrs. Seguinte: comprei a entrada de Machu Picchu e a tour em Cusco ficou cerca de 240 dólares, com ida e votla com uma vã emocionante – rola a frase: Peru piores estradas, melhores motorista – com um cara que ficava ouvindo uma cumbia insuportável e felizinha rsrsr, hotel em Aguas Calientes, almoço, janta e café da manhã.


DSC03873
Não fiz a trilha inca, que demora em média 4 dias. Fiz o caminho de ir até Hidrelétrica de vã e de lá ir a pé para Aguas Calientes. Dormi em Aguas Caliente e no dia seguinte acordei 4:00 da manhã para subir a Machu Picchu pelas escadas antigas.

DSC03799

Sofri com a soroche, o mal da altura. Tenho um bom preparo físico, mas meu corpo não teve tempo suficiente para se aclimatar em Cusco – dizem ser necessários aos menos 4 dias – na hora de andar em linha reta, ok, era normal, mas bastava ter que subir degraus para eu quase morrer e eu tinha que estar na porta do parque as 06:30 para poder ter visita guiada – se perdesse ok, mas é mais legal ter o guia, né? Acabou que deu tempo.

DSC03795

Recomendo levar coca para mascar e bombinhas de oxigênio, ou ficar mais tempo em Cusco. Claro que tem a opção mais confortável de subir de ônibus à Machu Picchu por 20 dólares, mas duvido que tenho sequer 1/10 da graça que é subir pelas escadas embrenhadas no parque e sentir um pouco do que deve ter sido viver naquele lugar!

DSC03793

O prazer de chegar à Machu Picchu depois do sacríficio de subir mais de mil degraus no seio dos Andes é impagavel!


DSC03790

Vini, vidi, vici!


DSC03778
Mais llamas!


DSC03773
Cheguei assim: suando, morrendo de calor depois de 1:30 de luta para subir as escadas contra a soroche!


DSC03756
O caminho para Aguas Calientes, partindo de Hidreletrica, leva de 40 minutos a 2 horas. Esse eu fiz em 40 minutos mesmo, porque não tinha escadas rsrsr. Também claro é possível ir de trem, mas aí você perde o passeio pela floresta peruana.


DSC03752
Siga a linha do trem! Cada um por si aqui, rsrs!

DSC03764 Cenários lindos para aqueles que desbravam.

 

DSC03760 Quem vai de trem, pode ter conforto mas não vê esses cenários! Não esqueça de levar sua água! eu levei um litro! Outra coisa, deixei meu mochilão de viagem no hostel emCusco – de grátis – e levei uma mochilinha para guentar a trilha, com garrafa de água, uma muda de roupa e cereais: leveza é fundamental!


DSC03748

É importante não esquece farolete e por tênis confortáveis que você está acostumada a usar!

DSC03749

A natureza brinda os aventureiros! Não posso explicar a sensação de estar em Machu Picchu, digo apenas que é única, sobrenatural, plena:

DSC03770

Cusco

DSC03718

Hola queridos, como estan? Daqui a pouco já vai fazer um tempão que eu voltei do Peru e ainda não terminei os posts sobre lá rsrs. Então vamos falar sobre Cusco! Cusco é uma cidade do Vale de Huatanay, o Vale Sagrado dos Incas, nos Andes, com população de 350.000 habitantes. É a capital do departamento de Cusco e da província de Cusco.

DSC03720Cusco tem uma arquitetura linda! Mas atenção as vielas e escadas antigas, estão a 3400 metros de altitude, o que faz com que todos que cheguem e não tenham aclimatação em locais de grande altitude, passem pela soroche, o mal da altura.  Há até bombinha de oxigênio nas farmácias que você pode comprar. Sinceramente eu indico comprar um pacotinho de folhas de coca assim que chegar e não se preocupe folha de coca não é cocaína. O ruim da folha é que o gosto é meio amarguinho e você se sente uma llama mascando aquilo o dia todo rsrs.

DSC03722

Fiquei em Cusco no Loki Hostel, e adorei! Tem café o dia todo disponível e o bar é um dos mais loucos que eu já fui na vida, e isso contando bares comuns mesmo rsrsr. Sensacional! Ouvi coisas boas também sobre o Che Lagarto Cusco e sobre o Milhouse Hostel.

DSC03726

As ruas são antiguinhas e fica a dica de que o comércio fecha cedo, já as baladas… de domingo a domingo a noite não para!

O legal é ir de bar em bar ao redor da Plaza de Armas, até porque normalmente não se paga para entrar e até meia noite é possível ainda ganhar shots! Viva Peru!
DSC03730 Sou turista que não tem medo de pagar mico rsrsrs! Cusco é parada obrigatória para quem quer ir a Machu Picchu, lá é a maior cidade perto das ruínas, aliás indico comprar o ingresso e a tour para Machu Picchu em Cusco e não antes, já que lá você irá pagar muito mais barato. Só recomendo comprar antes, aliás com mais de um mês antes, caso queira a entrada de Wayna Picchu, que fica acima de Machu Picchu e que só pode ter 300 acessos diários. A entrada  de Wayna normalmente acaba em prazos de até dois meses!!!


DSC03731

Achei simpática a fonte apesar de ela não funcionar.

DSC03732Plaza de Armas.

DSC03735A Plaza de Armas tem duas igrejas lindas. O motivo? Dois grupos rivais queriam fazer a igreja mais bonita para que o Papa desse seu verdicto, o Papa da época disse que não tinha como decidir porque as duas igrejas eram igualmente belas. Verdade pura! As duas são lindas!

DSC03737A bandeira inca é o arco-íris, o que me fez pensar que os gays roubaram os incas rsrs, brincadeira!

DSC03740Por 140 soles é possível ter um passeio fantástico de qudriciclo pelos arredores de Cusco, já aviso que o lance é díficil de manobrar, eu quase capotei, mas depois foi fantástico! Exige uma certa força física e bastante resistência, se você já acha que não aguenta, o melhor é ir na garupa de alguém.

DSC03746

Meu time do quadriciclo!

DSC03744 Uma visão privilegiada de Cusco, que só quem se aventurou pelos tortuosos e aventurosos caminhos do quadriciclo teve rsrs. Beso, beso!

Torre Eiffel

DSC04782

Este ano estive em Paris, e não pude deixar de conhecer pessoalmente o cartão postal da cidade, a Torre Eiffel.

Seu criador foi Gustave Alexandre Eiffel, por isso o nome. Eiffel era conhecido pelas suas pontes ferroviárias e observatórios astronômicos de Bordeaux e Nice, na Hungria e também em Portugal. Conforme Eiffel a linguagem técnica condizia com a beleza e a elegância de fórmulas matemáticas: “As curvas do monumento darão ao todo a impressão de força e beleza. O colossal exerce uma certa magia, um charme próprio, que não corresponde a nenhuma teoria clássica das artes”.

Foi exatamente esse sentimento que tive ao vê-la!

DSC04758

Tour Eiffel, em francês, é uma torre treliça, de  ferro, do séc XIX, localizada no Champ de Mars. Hoje é o monumento pago mais visitado do mundo.

Por isso fica a dica: Reserve seu ingresso comprando antecipadamente pelo site e com hora marcada, evitando filas quilométricas e garantindo sua subida!

O site é http://www.tour-eiffel.fr/

A torre possui 324 metros de altura, e tem três níveis para os visitantes:

historia-torre-eiffel2

A caminhada para o primeiro nível é superior a 300 degraus, masa subida pode ser feita  pelo elevador. Já o terceiro e mais alto nível só é acessível por elevador mesmo.

DSC04780 DSC04786

Do primeiro andar vê-se a cidade inteira:

DSC04802 DSC04791

DSC04803 DSC04794

O projeto da Torre Eiffel foi criada para ser a peça central para a Feira Mundial, que iria comemorar o centenário da Revolução Francesa. O projeto foi exibido na Feira de Artes Decorativas, no outono de 1884, com o nome da empresa de Eiffel.

historia-torre-eiffel10

Em 30 de março de 1885 Eiffel apresentou um artigo com o projeto na Société des Ingiénieurs Civils; depois de discutir os problemas teóricos e ter enfatizado o uso prático da torre, ele terminou sua palestra mencionando que a torre iria simbolizar. Depois de algum debate sobre o local exato para a torre, um contrato foi finalmente assinado em 8 de janeiro de 1887. Este foi assinado por Eiffel como particular, não como representante de sua empresa, concedendo-lhe 1,5 milhões de francos para os custos de construção: menos de um quarto dos cerca de 6,5 milhões de francos necessários para a construção. Por outro lado Eiffel deveria receber todas as receitas provenientes da exploração comercial da torre durante a exposição e os 20 anos seguintes. Eiffel mais tarde criou uma empresa específica para gerir a torre, colocando ele mesmo a metade do capital necessário.

Uma amiga me disse que lá em cima eu encontraria muitos sonhos, porém, lá, eu realizei o meu, foi emocionante! E também um pouco frio, porque no topo o vento é forte (leve um casaco).

DSC04808

Um dado interessante: Recentemente estive em Manaus (por aí vem muitos posts), e descobri que no teto do Teatro amazonas, que foi pintado na França, é representada a Torre Eiffel vista de baixo:

IMG_5102

Até a próxima!

25 de março

Em 25 de março de 1824 foi criada a primeira constituição brasileira, encomendada pelo Imperador Dom Pedro I teve sua elaboração  muito conturbada, com conflito entre radicais e conservadores da assembleia constituinte, foi a constituição brasileira que teve uma vigência mais longa. Esta data da nome a uma das ruas mais famosas da cidade de São Paulo, e que eu como boa paulistana que sou, amo visitar!

É bom ir de metrô para evitar o transito:

images

No metrô São Bento saia pela Ladeira Porto Geral e ande até a própria 25 de março:

mapametro

No caminho você já vai achar muitas cosas interessantes e camelôs vendendo de tudo:

7-lenços-25-março-20091410

Roupas, lenços, cintos, lingeries…

VENDAS DE NATAL NO COMÉRCIO POPULAR DA RUA 25 DE MARÇO EM SP

Brinquedos, material escolar, tecido, coisas para casa…

25 de março2GD

Brincos, anéis, bijuterias em geral…

biju

Até fantasias…

fant

Artista de rua…

DSC05715

E muita gente…

galeria-DSC06949

Vale o preço e vale a  diversão!

DSC05717

Deixo algumas dicas: Leve dinheiro para gastar, leve toda a sua paciência, pechinche, não se assuste com os ambulantes tentando massagear seu ombro e cabeça, tirando bolinhas da sua roupa, e jogando coisas para cima ou para outro ambulante do outro lado da rua, não compre nenhum dispositivo eletrônico suspeito, nem pendrives, nem pilhas (para isso vá à Rua Santa Efigênia, fica próxima),  cuidado com seus bens e evite a proximidade com datas muito comerciais (com Natal, Dia das mães, das crianças, etc.).

Nazca

969840_10201448575082084_1934566022_n

Buenas chicas, finalmente voltei a contar minha viagem do Peru rsrsr, nossa parada hoje é em Nazca.

Em Huacachina conheci o señor  Hector Calderón Aliaga, que como eu disse no post de Ica, foi fantástico e fez um preço super bacaninha e nos levou por lugares fora do status quo, contato do Hector: soysonguito.50@hotmail.com Celular:( o código do Peru é 51) 956-763385

Parei com o jabá não pago, mas é que ele foi ótimo mesmo, nos levando por povoados e lugares incríveis.

931420_10201448573522045_1736518979_n

O caminho não é dos mais fáceis, são algumas horas pelo deserto de Nazca, sem muitos postos ou paradas por alguns espaços de tempo, mas o cenário é lindo.

936379_10201448570161961_904847911_n
No caminho a Nazca paramos em um vilarejo onde havia catacumbas de monges!

SAM_0033

Túneis não muito confiáveis: aventura total!

SAM_0041

O lindo deserto de Nazca!

DSC03611

Aqui é possível ter uma noção da imensidão da rota!

DSC03618

Primeiro mirante: é bom levar alguns suelos, pelos 3 por mirante para dar propina aos señores que dão manutenção neles.

DSC03620

O mirante é uma escadaria suspensa.

DSC03661

Escultura no Museo Maria Reiche (entrada 8 suelos se não me engano).

DSC03662

Simulação de como era a casa da Maria Reiche, uma alemã que se apaixonou pelo Peru e foi a grande pesquisadora das misteriosas Lineas de Nazca.

DSC03663

Múmia inca.

DSC03674

A estrada…
DSC03703

Placa de Cahuachi que pode, segundo os arqueólogos, ter a maior area de templos rituais do Peru.

DSC03709

Piramide de Cahuachi bem ao fundo.

Me apaixonei pelo deserto de Nazca, foi um dos melhores passeios que eu fiz na vida. Cheio de aventuras, zero conforto, muito mistério e história e fantástico.

DSC03679

Ica

DSC03543

Ica é uma das maiores cidade do Peru, fica a cerca de 300 km de Lima, mas lembrando que como não é lá a coisa mais fácil do mundo andar nas estradas do Peru, são cerca de 5 hrs de bus. A cidade fica ao Sul do país e tem quase 300 mil habitantes. Eu fui para lá para chegar a Huacachina e lá conheci um guia supimpa que levou eu e meu parceiro de viagem para Ica e no dia seguinte a Nasca.

DSC03544

Ica fica bem perto da cidade de Pisco, onde teria nascido a famosa bebida típica peruana (que é muito famosa no Chile, mas nasceu no Peru!). Ica também é polo de fabricação do Pisco. Lá tem várias Bodegas onde você pode degustar e conhecer o processo de fabricação e história desta bebida que eu amo!

DSC03556

O legal do passeio nas bodegas é que é grátis, claro que porque no final você sempre acaba comprando alguma bebidinha. A preços módicos de no máximo 30 suelos, você compra um pisco na fonte rsrs. E o sommelier do pisco falava até português!

DSC03558

Este foi o nosso guia, o señor Hector Calderón Aliaga, ele foi fantástico, nos levou para lugares que fugiam dos clichês, além claro de ir nos lugares clichês, por um preço super honesto, cheio de histórias divertidas e com muito respeito, simpatia e o melhor preço que eu encontrei! Ele faz região de Ica e Nasca, para maiores informações: soysonguito.50@hotmail.com Celular:( o código do Peru é 51) 956-763385

DSC03567
A foto acima é de outra bodega, mais pessoal e com decoração bem própria, sinistra e que não está nos guias de turismo rsrs. Adorei!


DSC03576

Para encontrar os lugares diferentes do senso comum, fale com os locais, ande, se perca, não tema!

DSC03585

Voltando ao turismo clássico de Ica, a praça das Brujas de Cachiche. Há uma lenda de que havia uma bruxa boa e uma má em Ica, na prça o neto da bruxa boa conta  a história em persona! Vale a visita pela lenda.
DSC03589

O coqueiro das sete cabeças é outro ponto envolto em lendas. Dizem que os terremotos e inundações que assolam Ica surigram a partir da maldição do coqueiro.

DSC03577
Recomendo Ica, achei bem interessante e bem fora do senso comum turístico, mas lógico que como todo o Peru, sempre tem turista em algum lugar rsrs. Nest stop: Nasca!

Lima!

Hola chicas queridas que tal? Acabo de voltar do Peru! Um país fascinante e cheio de aventuras e mistérios!  Foi uma viagem alucinante!  Fui para alguns lugares lá e claro para a lendária Machu Picchu! Mas, vou dividir o tema em alguns posts para não contar tudo de uma vez né? Então vou começar falando sobre a capital do Peru a cosmopolita Lima!

Lima fica no litoral, de frente para o Pacífico. Você pode pular de parapente facilmente e por um preço amigável que vai equivaler a tipo R$120,00. A moeda peruana se chama Nuevo Sol e é super difícil de encontrar fora das grandes capitais.  Minha recomendação é trocar no máximo 200 Nuevo Soles aqui e o restante lá, na rua está cheio de funcionário com coletes da prefeitura, acredite você ganhar muito mais do que se trocar aqui no Brasil, onde você vai pagar mais caro que o real por um Nuevo Sol que vale R$0,78!!! Também é recomendável levar dólares para os passeios mais turísticos como Machu Picchu por exemplo. Leve uns U$300,00 para esse tipo de coisa.

Eu no Parque do Amor, visita obrigatória! Lindo!
O Parque do Amor fica em Miraflores, região boêmia e turística onde eu recomendo ficar e onde eu mesma fiquei. Na ida fiquei no Che Lagarto de Lima, que tem uma localização realmente fantástica (a localização sempre perfeita é padrão da rede Che Lagarto). Na volta (fiquei um dia em Lima antes de voltar ao Brasil) fiquei no hostel Loki, também em Miraflores, o Loki é reconhecido pelo ambiente de permanente festa, dado principalmente pelo staff composto sempre por viajantes que resolveram ficar! Achei a localização do Che Lagarto melhor, fiz ótimos amigos por lá (descontando claro o tiozão mal-humorado que trabalhava a noite), mas o ambiente festeiro do Loki foi uma ótima despedida de Lima! Também recomendo o Maná Hostel que fica em Miraflores, fui lá tomar uns bons drinks e adorei o staff e o ambiente super aconchegante, achei ideal para ir em grupo fechado ou casal. Então resumindo, hostel em Lima:
Maná Hostel
Che Lagarto
Loki

Todos em Miraflores.

Mais uma do Parque do Amor


Exposição no Parque Kennedy. O Parque Kennedy fica no coração de Miraflores e lá tem um centro de informações bem bacana para o turista, inclusive com mapas e etc. Lá também tem uma feira que começa todos os dias as 17:00 e onde você pode comprar os melhores presentinhos a preços pexinxa. Sim, a menos que sejam cartões postais, todo o resto vale comprar na feirinha do Parque Kennedy. Eu amei uma blusa em Águas Calientes e comprei, paguei na pexinxa 50, nuevos sol, e a mesma blusa estava 35 na feirinha do Kennedy 🙁 os famoso gorrinhos podem ser levados a 2 por 15! Ah e sempre pexinxe, sempre você ganhará algum descontinho 🙂


O Centro Histórico de Lima tem igrejas lindas! Recomendo passear pelo Centro Histórico no ínicio da noite, tipo as 18:00, é lindo e você vê muitos jovens andando de skate e patins e pode sentar em um barzinho, jantar e tomar um bom Pisco ou uma boa Cusqueña, a cerveja tradicional peruana!

Plaza Mayor ou Plaza de Armas é ponto obrigatório de visita. A cidade nasceu a partir deste ponto.


Eu no S, esse S significa Sismo, terremoto minha amiga! E significa que no momento de tremor você pode correr para onde há o S que estará mais segura, há círculos nas ruas e paredes com o símbolo que seriam os lugares mais seguros dentro de ambientes fechados. O Peru sofre bastante com terremotos e é algo que infelizmente pode ocorrer.


Escultura de chocolate no Museu do Chocolate de Lima, fica em Miraflores, você tem um apanhado da produção e história do chocolate, se quiser pode fazer cursos e os atendentes são hiper simpáticos e falam português, recomendo sentar lá e tomar o melhor chocolate quente da vida. Sim! Melhor até do que o fabuloso Angelina de Paris! Eu pedi um que chamada Submarino. Só o preço que não é muito doce mas vale a pena, mesmo! Chocolates no Peru são tudo de bom!

A noite de Lima rola mesmo é de sexta e sábado, mas isso não me impediu de ir em bares em Miraflores, onde nos outros dias só tem turistas e finalmente adentrar um Cassino! Eles são legalizados no Peru e foi muito divertido entrar em um Cassino as 5:30 da manhã rsrsr. Me senti em Las Vegas, mesmo sem ter ido rsrs!

Confesso que queria ter feito muito mais coisas em Lima, mas como fiquei lá na verdade apenas dois dias e três noites e foi sempre na partida e chegada, não pude conhecer mais, sei que faltou o Parque das Águas e vários museus,  mas vivi intensamente cada segundo lá e isso é o que importa. No que se refere a compras, lá tem a rede de lojas Falabella, que eu ameiiii no Chile, mas como estava fazendo mochilão e fui bastante econômica nem adentrei a Falabella para não passar vontade! Mas para quem vai com a intenção de investir em coisas boas e fashion, a Falabella é tipo sensacional, tem produtos ótimos que tem cara de exclusivo mesmo não sendo hehehe e por preços dignos, pelo menos no Chile, não creio que deva ser diferente no Peru, fica a dica!

Viva Lima! Bjo, bjo!

Mikonos

Olá! Andei um pouco sumida, mas estou cheias de novidades!

Recentemente estive de férias e tive a oportunidade de conhecer diversos lugares e culturas. Como recordar é viver, e já estou morrendo de saudades dos lugares incríveis que visitei, vou dividir com vocês!

O primeiro local que eu vou comentar é uma linda ilha na Grécia, chamada Mikonos. Na mitologia grega, Mikonos é o filho de Apolo, deus da luz e do sol.

Sabe aquela imagem da Grécia que povoa nossos sonhos, casas branquinhas, água transparente num mar extremamente azul, essa é Mokinos!

Essa foi a primeira imagem que tive da ilha:

Um cartão postal da ilha é Paraportiani, um complexo de antigas igrejas, dá pra ver bem nesta foto (onde eu apareço incrivelmente feliz):

A vista que eu tinha naquele instante era essa:

Como se Deus estivesse dando uma benção.

E esse foi um momento muito especial, pois atrás de mim havia a igreja, à minha frente este lindo mar e ao meu lado um simpático morador tocava bazuki, um instrumento que parece um bamdolim.

 A musica era sempre a mesma (ou pelo menos parecia), a música que “Zorba” dança no filme “Zorba o grego”.

http://www.youtube.com/watch?v=jeNsr_nQEfE

Mais à frente do músico estavam os famosos Pelicanos num ninho.

E logo depois um pescador no meio das pedras, uma bela imagem que todos paravam para fotografar.

Antes de ir embora, depois de tanto ouvir a música, queria encontrar um local para dançar a tradicional dança grega, e nessa procura encontrei o bairro Alefkantra, ou Venetia apelidado pela semelhança com a cidade italiana de Veneza, com os balcões de seus estabelecimentos construídos em meio a água.

É uma surpresa escondida em Mikonos, e é imperdível! Foi um fim de tarde lindo!

Difícil foi me despedir de Mikonos, mas era só o primeiro dia num cruzeiro de cinco dias, logo volto pra contar mais.

Até…