Torre Eiffel

DSC04782

Este ano estive em Paris, e não pude deixar de conhecer pessoalmente o cartão postal da cidade, a Torre Eiffel.

Seu criador foi Gustave Alexandre Eiffel, por isso o nome. Eiffel era conhecido pelas suas pontes ferroviárias e observatórios astronômicos de Bordeaux e Nice, na Hungria e também em Portugal. Conforme Eiffel a linguagem técnica condizia com a beleza e a elegância de fórmulas matemáticas: “As curvas do monumento darão ao todo a impressão de força e beleza. O colossal exerce uma certa magia, um charme próprio, que não corresponde a nenhuma teoria clássica das artes”.

Foi exatamente esse sentimento que tive ao vê-la!

DSC04758

Tour Eiffel, em francês, é uma torre treliça, de  ferro, do séc XIX, localizada no Champ de Mars. Hoje é o monumento pago mais visitado do mundo.

Por isso fica a dica: Reserve seu ingresso comprando antecipadamente pelo site e com hora marcada, evitando filas quilométricas e garantindo sua subida!

O site é http://www.tour-eiffel.fr/

A torre possui 324 metros de altura, e tem três níveis para os visitantes:

historia-torre-eiffel2

A caminhada para o primeiro nível é superior a 300 degraus, masa subida pode ser feita  pelo elevador. Já o terceiro e mais alto nível só é acessível por elevador mesmo.

DSC04780 DSC04786

Do primeiro andar vê-se a cidade inteira:

DSC04802 DSC04791

DSC04803 DSC04794

O projeto da Torre Eiffel foi criada para ser a peça central para a Feira Mundial, que iria comemorar o centenário da Revolução Francesa. O projeto foi exibido na Feira de Artes Decorativas, no outono de 1884, com o nome da empresa de Eiffel.

historia-torre-eiffel10

Em 30 de março de 1885 Eiffel apresentou um artigo com o projeto na Société des Ingiénieurs Civils; depois de discutir os problemas teóricos e ter enfatizado o uso prático da torre, ele terminou sua palestra mencionando que a torre iria simbolizar. Depois de algum debate sobre o local exato para a torre, um contrato foi finalmente assinado em 8 de janeiro de 1887. Este foi assinado por Eiffel como particular, não como representante de sua empresa, concedendo-lhe 1,5 milhões de francos para os custos de construção: menos de um quarto dos cerca de 6,5 milhões de francos necessários para a construção. Por outro lado Eiffel deveria receber todas as receitas provenientes da exploração comercial da torre durante a exposição e os 20 anos seguintes. Eiffel mais tarde criou uma empresa específica para gerir a torre, colocando ele mesmo a metade do capital necessário.

Uma amiga me disse que lá em cima eu encontraria muitos sonhos, porém, lá, eu realizei o meu, foi emocionante! E também um pouco frio, porque no topo o vento é forte (leve um casaco).

DSC04808

Um dado interessante: Recentemente estive em Manaus (por aí vem muitos posts), e descobri que no teto do Teatro amazonas, que foi pintado na França, é representada a Torre Eiffel vista de baixo:

IMG_5102

Até a próxima!

Crème brûlée

De todos os países da Europa a França era o que eu
mais queria conhecer, mais especificamente Paris, mas nunca é tempo suficiente (independentemente
de quanto tempo voce fique por lá) para ver tudo o que de mais incrível existe, mas essa minha viagem
tinha um dos pontos bem estabelecidos, eu precisava experimentar um crème brûlée.

Algumas pessoas já me perguntaram o que é um crème brûlée, então segue a receita:

Ingredientes
5 gemas
1/3 xícara (chá) de açúcar, 350 ml de creme de leite fresco, 100 ml de leite, 1 1/2 colher (chá) de essência de baunilha, açúcar para caramelizar
Modo de Preparo
1. Preaqueça o forno a 160°C (temperatura média-baixa).2. Separe as claras das gemas. (As claras não serão utilizadas nesta receita, mas você pode guardá-las para preparar um pudim de claras.)3. Coloque as gemas na tigela pequena da batedeira. Junte o açúcar e bata em velocidade alta até obter um creme bem claro.4. Pare de bater e adicione o creme de leite, o leite e a essência de baunilha. Misture bem com uma colher. Deixe a mistura descansar por 10 minutos.Enquanto isso, leve uma panela com água ao fogo alto.Ela será usada para o banho-maria.5. Com uma colher, retire toda a espuma que se formou na superfície da mistura de gemas. Distribua o creme entre seis tigelinhas refratárias (que possam ir ao forno) 6. Arrume as tigelinhas numa assadeira retangular. Leve a assadeira ao forno e, antes de fechar a porta, coloque água fervendo na assadeira, com cuidado, para assar em banho-maria. Deixe assar por 40 minutos. 7. Retire a assadeira do forno e as tigelinhas do banho-maria. Deixe esfriar e leve à geladeira por no mínimo 6 horas. 8. No momento de servir, polvilhe açúcar sobre toda a superfície do creme. 9. Coloque uma colher de sopa na chama do fogão para aquecer bem. Use uma luva, ou pano de prato dobrado, para não se queimar! 10. Encoste as costas da colher quente na superfície do creme, fazendo movimentos circulares, para caramelizar o açúcar. Caso precise, repita esta operação até caramelizar toda a superfície, mas não deixe queimar demais o açúcar.

Imagino que vocês não vão fazer essa receita, nem é esse o objetivo, mas a história deste maravilhoso doce criado em 1691 começou na minha vida no começo dos anos 2000, quando fui ao cinema assistir aquele que se tornaria um dos meus filmes favoritos: Le fabuleux destin d’Amélie Poulain (no Brasil, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain),um filme francês dirigido por Jean-Pierre Jeunet.

E no começo do filme surge o  crème brûlée :

https://www.youtube.com/watch?v=mmllotLUU38

Desde então eu sonhava com esta saborosa iguaria, e era o doce de Amélie que eu precisava comer! Não adiantava fazer em casa… Então nesta viagem pude realizar meu sonho alimentício!

É muito conhecida essa informação, mas se você não sabe o Café onde Amélie trabalhava, o Cafe des Deux Moulins, existe! É é muito fácil de chegar, fica no Montmartre, pertinho do Moulin Rouge, dá pra ir de metrô, muito simples!

O atendimento lá é ótimo, os garçons são lindos, muito educados e sim falam inglês!

O lugar é aconchegante, quentinho, escurinho e tem até uma TV antiga como decoração (sou amante de TVs)

Tem também uma foto da Amélie

Finalmente pedi meu creme brulle, e com direito a acompanhamento de chocolate quente com muito chantilly!

Quando ele chegou, era tão lindo! E saboroso! Era o sabor que eu imaginava! O sabor do sucesso ! O crème brûlée da Amélie era o meu crème brûlée e eu quebrei em mil pedacinhos aquela casquinha.

Pra completar antes de ir embora eu precisava conhecer o banheiro, onde tive mais uma grata surpresa: Objetos do filme. Imagino o que o porquinho falou de mim depois que fui embora.

Conheci alguns franceses que não conheciam o filme, então se você que é do Brasil e não conhece eu entendo, por isso indico! É um filme muito bonito tanto pela história quanto pelas imagens dos locais, que você como eu com certeza vai querer visitar!

Após essa aventura continuei passeando pelo Montmartre e fui à Catedral de Sacré Coeur, a igreja linda que aparece no filme, e tive mais uma surpresa, apesar de ser noite, a igreja estava aberta, e estava começando uma missa, foi linda! A missa mais linda que eu já acompanhei (apesar de eu não entender muito de francês).

Foi minha última noite em Paris e foi inesquecível!

Mural dos desejos

Este post é sobre o irmão das wish lists, eu chamo de mural dos desejos.

Alguns anos atrás tive acesso a este objeto capaz de realizar sonhos e desde então, para mim, sempre funcionou!

Aqui vão alguns exemplos de murais bem fofos:

  

Eles podem ser instalados no seu quarto, sala, e até local de trabalho, mas é imprescindível que seja visto o máximo possível todos os dias! Quando pensamos em algo com muita paixão, fazemos com que isso aconteça com maior rapidez.

Conforme diversos livros de auto ajuda, uma figura, imagem ou símbolo é uma chave que desperta em nossa mente pensamentos, e a atração das coisas se dá exatamente através das imagens do pensamento, por isso é necessário selecionar imagens que remetam ao seu objetivo. É preciso focar no que se quer com mente, corpo e emoção e visualizar o que deseja, quando você visualiza, materializa! Uma dica é focar em no máximo dois grandes objetivos por vez, mas nada impede que no seu mural estejam todos os seus desejos (é uma delícia poder tirar alguns desejos do mural, quando eles se tornam realidade, e dá mais energia para continuar batalhando pelas outras coisa).

Seu mural pode ser assim, com imagens e legendas:

 

Ou apenas imagens (este se parece mais com o meu):

É claro que a força para conquistar os objetivos está dentro de cada um!

É a rotina, a batalha aos pouquinhos, que trará o resultado final tão almejado, e quando chegar você deve estar alinhada com o que quer, disponível para receber o que pediu. Por isso é preciso ter certeza do que quer para não se arrepender depois, convicção é tudo: Eu não queria nada, eu QUERO!