Passeio de trem em Bauru

Esse post relata mais uma dica cultural da cidade em que eu resido: Bauru.

É o passeio de Maria Fumaça que geralmente ocorre no terceiro domingo do mês.

DSC01408

Por uma máquina movida a lenha  e três vagões completamente restaurados,  é possível viver a emoção de viajar de trem, à moda antiga.

DSC01389 DSC01444

A história da cidade está diretamente ligada com a da ferrovia. A cidade cresceu em volta da estação ferroviária, já que a necessidade de instalação de comércios, alojamentos, casas para os funcionários fez com que começasse o crescimento populacional. Mas as construções de rodovias no Brasil deixaram a ferrovia de lado.

DSC01414

O percurso é de apenas 800 metros, mas é uma forma de mostrar quais os benefícios de utilizar este transporte. A questão do meio ambiente é sempre lembrada pelos amantes das ferrovias, já que o transporte não polui tanto quanto o transporte rodoviário.

DSC01391

O passeio leva ao Museu Ferroviário:

DSC01423

A principal finalidade do museu na época de sua fundação era de acolher e preservar o material ferroviário para exibição ao público, e assim é até os dias de hoje;

DSC01418

DSC01420

DSC01431

Costumam ser realizados cinco passeios, às 8h, 9h, 10h, 11h e 12h, com retirada concorrida de ingressos gratuitos para controle, meia hora antes dos passeios (7h30, 8h30, 9h30, 10h30, 11h30). A saída é da estação Bauru-Paulista, próximo à Rua Júlio Prestes, onde são retirados os convites. O local também  recebe a Feira Estação Arte e fica bem próximo à  Feira do Rolo.

DSC01397

O passeio é encerrado com o retorno ao ponto de partida.

DSC01400

Vale a pena conferir!

Asterix Parc

 Asterix é o protagonista de uma série de histórias em quadrinhos criada na França por Albert Uderzo e René Goscinny em 1959, a histórias pararam de ser criadas em atingindo a 350 milhões de unidades vendidas em todo o mundo e 83 línguas e 29 dialetos.

asterix

Asterix também inspirou 11 adaptações para cinema, sendo 8 de animação e 3 de imagem real, jogos, brinquedos e um parque temático, e é sobre este que vou escrever, pois tive a oportunidade de conhecer, adoro parques de diversão!

DSC05154

Assumo que chegar ao parque foi um pouco difícil, o ônibus sai do aeroporto de Paris, mas encontrá-lo não é fácil e os próprios franceses do ponto de informações acabam confundindo o Parque do Asterix com a Disney, então sugiro que vá mais cedo para não perder tempo, o ônibus sai a cada 30 minutos a partir das 9 horas da manhã e para retornar, o ônibus sai de hora em hora está disponível até às 20 horas, preste atenção nas placas na saída para não se perder no estacionamento que é gigantesco, foram muitas aventuras…Veja a alegria de conseguir encontrar o ônibus:

DSC05114

Estamos no ano 50 antes de Cristo. Toda a Gália foi ocupada pelos romanos… Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses ainda resiste ao invasor.” Este é o prologo das histórias de Arterix. E esta é a entrada de um dos brinquedos que mostra uma arma dos inimigos (neste caso feriu um deles mesmo, na história os romanos costumam ser um pouco atrapalhados).

DSC05130

Asterix reside com seus amigos em uma pequena aldeia gaulesa situada ao norte da antiga Gália.

DSC05159

Para resistir ao domínio romano, os aldeões contam com a ajuda de uma poção mágica que lhes dá uma força sobre-humana, preparada pelo druida.

DSC05157

A exceção é o amigo de Aterix, Obelix, que caiu dentro de um caldeirão cheio da poção quando ainda era um bebê, e daí adquiriu permanentemente a superforça, mas ele não pode tomar a poção pois ninguém sabe o que aconteceria. Eu consegui tirar uma foto com os dois, que diferente do Mickey (na Disney) foram muito simpáticos, receptivos e atenciosos:

DSC05125

O parque é bem grande e dividido em setores, este é o mapa:

parc-asterix-mapa

Você pode passear pela floresta dos druidas (é uma parte bem infantil):

DSC05166

Ali perto você pode visitar a casa do Asterix e ver até a casinha do seu cachorro Ideafix:

DSC05165 DSC05160

Este é o Ideafix:

images

No parque tem show de golfinhos:

DSC05170

E para os que gostam de emoção (como eu) tem diversas montanhas russas, essa é uma delas (daquelas que você fica com os pés pendurados):

DSC05182

O parque é bem cuidado, tem muitas atrações, não é caro, é um parque tipicamente francês, até pelo tema e pelos personagens, e não é muito concorrido, as filas mais longas duram em média 20 minutos (provavelmente nas férias deles – agora em agosto – deve ficar mais cheio).

DSC05137

Uma boa dica é comprar o ingresso com antecedência pela internet, no site http://www.parcasterix.fr/, costumam haver boas promoções. E antes de ir embora não esqueça seu cantil de poção mágica:

DSC05188 DSC05119

Zoológico

Hoje vou dar uma dica de lazer, num domingo recente estive (com o namorado) no Zoológico da minha cidade (Bauru), que fica na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, Km 323, telefone (14) 3235-1185.

O zoológico é um passeio bem democrático, costuma ser barato e acessível, e costuma ter bastante criança, como esse menino simpático que quis sair sorrindo na foto comigo…

O Zoo é um lugar onde sempre aprendemos alguma coisa, e não é que agente também vira criança:

Faz lambança

Faz careta imitando os bichos

Quando eu era pequena sempre minha mãe sempre me levava no Zoológico de São Paulo.

E quando era adolescente era garantido ir nas férias ao Zoo com as amigas!

O Zoológico Bauru tem muitos animais, como o camelo:

a cobra:

o mico:

a ema:

a tartaruga:

O zoológico de Bauru abriga mais de 500 animais de 250 espécies.

Esse dia estava muito calor e de tarde tava um clima gostoso de preguicinha (me lembrou esse animal fofinho):

tanto que o tigre e os leões só queriam dormir:

tão Nala e Simba…

O jeito mesmo foi fechar o passeio com um clássico pic nic na sombra

Porque zoológico combina com cesta, toalha xadrez, e tem sabor de groselha e biscoito wafer hum… Delícia!

Até a próxima!