Caro Cuore – Perfume

Caro Cuore é uma marca de lingerie Argentina, as peças em geral são básicas, bonitas e clássicas, e seu preço é bem carinho mesmo.

Para quem tiver interesse em conhecer é só acessar o site http://www.carocuore.com/.

348s
Mas vou falar aqui dos perfumes. O Fiore e o Tradicional. Trouxe um para mim e o outro para a minha mãe.

452701-MLA20380201296_082015-O
O Tradicional (vermelho) contém aroma de frésias, peônias, rosas, jasmins, sândalo e cedro. 
Seu aroma é mais intenso.

caro_cuore_9998_70_1

Já o Fiore (rosa) é mais suave. Contém aroma de maçã, rosas, jasmins, patchuli e baunilia. Ambos depois de alguns minutos, tem cheiro delicioso (o aroma inicial é um tanto de álcool) e o fixador dura por horas.

promo-graines-caro-cuore-fiore-90ml-nuevsimo-lanzamiento-4657-MLA4925783609_082013-F

Esse é o que uso atualmente:

12512125_922437587853184_1264441898_n

Quando estive por Buenos via em toda farmácia os perfumes, as aromas são bem interessantes e o preço não era tão caro, o equivalente hoje a uns 70 reais, bem diferente das peças da marca, então fica a dica inclusive de um bom presente de viagem para as amigas.

 

Rosedal – Jardim das rosas

 El Rosedal (Jardim das rosas) é um dos mais bonitos parques da cidade de Buenos Aires, na Argentina. Possui um lago onde você pode alugar barcos, uma área dedicada ao cultivo de rosas, uma coleção de bustos de poetas e escritores e um pátio típico da Andaluzia. Essa fonte fica bem na entrada:

DSC06967

O parque fica na Avenida Virrey Loreto 2412, Buenos Aires, Capital Federal, Argentina.

Rosedal-Mapa-de-Buenos-Aires-Fotos-Welcomeargentina

Foi um achado da minha amiga Marília:

DSC06982

O parque tem 18.000 roseiras de espécies diferentes.

DSC06988

É a coisa mais linda:

picture-92

O parque é um dos passeios preferidos dos moradores da cidade nos finais de semana e também foi um dos meus!DSC06989

Historieta – Parte 2

Em março deste ano fiz um post sobre o passeio de la Historieta, de Buenos Aires, na região de San Telmo, que possui estátuas de personagens de histórias em quadrinhos bem famosos na Argentina.

DSC06895

Recentemente nas minhas férias voltei a Buenos, com a minha amiga Marília  e percorremos todo passeio. começando pelo Clemente:

DSC06883

Don Fulgencio
DSC06888

Matias

DSC06890

Larguirucho

DSC06891

Isidoro Cañones

DSC06893

E finalmente a turma da Mafalda

DSC06894

E a querida Mafalda!


DSC06896

Reforço a dica do delicioso passeio:

Paseo-de-la-Historieta-Buenos-Aires

Historieta Argentina

Em Buenos Aires, na região de San Telmo, inauguraram recentemente várias estátuas de personagens de histórias em quadrinhos bem famosos na Argentina, como a Mafalda, se chama Paseo de la Historieta, o mapa com as localizações é o seguinte:

Paseo-de-la-Historieta-Buenos-Aires

Quando estive por lá encontrei a praça do Gaturro, onde até o semáforo tem o fofo Gatinho:

DSC05796

E uma estátua:

pça gaturro

Esse é o meu quadrinho favorito do Gaturro:

943327_493759427387671_209487033_n

Ownnnnn…

Se for para Buenos não perca o passeio!

Buenos Aires – Monumentos Históricos

Buenos Aires é a capital, bem como a maior e mais importante cidade da Argentina, figurando como a segunda maior área metropolitana da América do Sul, depois apenas da Grande São Paulo (minha amada cidade natal).

Eu particularmente não gosto de frio, sofre demais, mas o frio de lá é muito diferente do frio brasileiro: é agradável, não dói, é preciso conhecer e sentir!

DSC05786

A Casa Rosada é a sede da presidência da República Argentina, e fica em Buenos Aires em frente à Praça de Maio, ela é assim chamada pela cor aproximadamente rosa.

Sua cor é atribuída ao fato de que na época de sua construção teve origem na mistura de cal e sangue de boi, pois o sangue impermeabilizava as paredes  do antigo forte no qual foi erguida.

800px-Casa_Rosada_2005-01-06

A Casa Rosada abriga também o Museu da Casa do Governo, com material relacionado aos presidentes do país. A visitação ao interior só ocorre aos domingos:

DSC05776  DSC05777

Entorno da Praça você também avista o Cabildo, um edifício histórico, durante a época colonial, encarregado de representar a cidade frente à metrópole (Espanha), com várias funções jurídicas e administrativas, além de servir de prisão.

DSC05779

Ainda ao redor da praça está também a Catedral Metropolitano de Buenos Aires, é a principal igreja católica em Buenos Aires. O prédio atual é uma mistura de estilos arquitetônicos, com uma nave e um domo do século XVIII e uma severa fachada neoclássica do século XIX, sem torres. O interior mantém estátuas preciosas do século XVIII, e uma rica decoração neo-renascentista e neobarroca.

800px-BuenosAiresCathedral1

No seu interior se localiza o túmulo de José de San Martín (foi um general sul-americano cujas campanhas foram decisivas para as declarações de independência da Argentina). O curioso é que nessa minha estada em Buenos fiz um amigo holandês, cujo nome é Martijn, ou seja xará do general.

dsc03903

A Praça de Maio é a principal praça do centro da cidade de Buenos Aires e sempre foi o centro da vida política de Buenos Aires. Seu nome comemora a Revolução de Maio de 1810, que iniciou o processo de independência das colônias da região do sul da América do Sul.  Em 17 de outubro de 1945, as mobilizações populares organizadas pela CGT e Eva Perón terminaram com a libertação de Juan Domingo Perón, que mais tarde seria eleito presidente da Argentina. Desde então, o movimento peronista se reúne anualmente na Praça de Maio para celebrar. Muitos outros presidentes, democratas ou não e até jogares de futebol e sua torcida, também desfrutam em celebrar na praça seus triunfos. Desde a década de 1970 as Mães da Praça de Maio se reúnem com fotos de seus filhos desaparecidos pelos militares durante a ditadura argentina, são as chamadas Mães de maio.

DSC05784

Dica: Ir à Praça de Maio aos domingos, pois além de visitar o interior da casa rosada e poder acompanhar uma missa na catedral, há a feirinha de San Telmo, dá pra ir a pé. Na feirinha você encontra de tudo um pouco: Roupas, acessórios, chapéus, souvenirs:

feira_san_telmo

Indo atrás da Praça de Maio, da Casa Rosada você chega ao Puerto Madero, um bairro nobre, dos mais modernos da cidade, centro financeiro  e gastronômico, aonde fica a Puente de la Mujer, obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava. A ponte gira 90 graus para permitir a passagem dos navios. A construção levou 12 meses e foi concluída em 2001. O bairro também abriga a a Fragata Presidente Sarmiento, o primeiro navio da Argentina, que atualmente é utilizado como museu.

DSC05793

O Obelisco de Buenos Aires é um monumento histórico da cidade de Buenos Aires, Argentina. Foi erguido na Praça da República, no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de julho, em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade.

DSC05800

Eu fiquei hospedada num hostel muito bom, barato, com café da manhã incrível, e city tour de graça, aonde fiz bons amigos, que na Avenida Corrientes, bem no centro e perto de tudo!

Essa é a movimentada Avenida 9 de julho:

DSC05799

Essa é a Praça San Martín, em homenagem ao general:

DSC05802

Aonde fica também a Torre Monumental (antiga Torre dos Ingleses). Foi construída por residentes britânicos na cidade para comemorar o centenário da Revolução de Maio. Após a Gerra das Malvinas em 1982, a Torre dos Ingleses foi rebatizada com seu nome original: Torre Monumental, ainda que algumas cidadãos seguem referindo-se a ela com o nome dos ingleses.

DSC05806

 Todos esses passeios fiz a pé!

DSC05775

Ah, Buenos Aires (suspiro), que cidade linda…

Zoológico de Luján – Argentina

DSC05859

Recentemente tive o prazer de conhecer Buenos Aires, e nessa viagem aproveitei para ir à  cidade de Lujan, para visitar o famoso zoológico, que fica a cerca de uma hora do centro de BA.

O vídeo mostra como chegar:

http://www.youtube.com/watch?v=nSH6mcxPgrc

O Zoológico tem diversos animais, a maioria deles ficam soltos dentro de alambrados e são bem dóceis:

DSC05813 DSC05822

DSC05823 DSC05824

O diferencial do Zoo Lujan é que você pode passar a mão, ter contato e até alimentar alguns dos animais, são eles: Leão, Tigres, Elefantes, Urso, Foca.

A pergunta que fica é: como isto é possível? O Zoo Lujan  informa que esses animais cresceram sempre com a presença do homem e de cachorros e que eles não nos veem como uma ameaça. Dentro das jaulas há sempre a presença de um cachorro junto com os tigres e leões e que este cachorro, digamos, impõem respeito, fazendo com que os animais fiquem mansos. Conforme o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=K4DLuS7Ct90

Eu inclusive vi o fundador no Zoo treinando alguns tigrinhos:

DSC05884

Esse é o mapa do Zoo, que tem até área para fazer sua refeição:

mapa_zoologico_lujan

O primeiro animal que visitei foi o Elefante. São dois grandes animais com quase 20 anos de idade, trazidos de avião de um zoológico na Indonésia, em 1999. É possível alimenta-los com uma ração fornecida pelo tratador, com frutas. Você fica de costas para o Elefante, levanta os braços e o bicho pega o alimento de sua mão com a tromba, enquanto o treinador bate a foto. Depois os bichos também fazem poses para bater foto enquanto você encosta neles. Tive receio e o tratador muito divertido me disse pra ” não ser cagona”.

DSC05838

Depois vi a Foca, é possível dar peixinho, mas estava frio então evitei mexer com água, mas ela era bem simpática e acrobática:

DSC05847

Para entrar na jaula nos animais é necessário ter estatura e idade mínima, então não adianta levar as crianças que elas ficarão frustradas. Dentro da aula entra apenas um número reduzido de pessoas, junto com o tratador, no meu caso eu entrei sempre sozinha, pois estava só. Os animais estão constantemente sendo alimentados. Enquanto esperava na fila do tigre observei esse pavão sobre uma casinha:

DSC05850

Eu e o primeiro Tigre ( ainda um pouco receosa):

DSC05851

Tanto o Leão, quanto o urso nesse dia estavam um pouco mau humorados, então evitei ter contato próximo.

DSC05860

Tive o imenso prazer de fazer um cafuné nesse “Simba”, enquanto ele dormia.

DSC05863

Mais autoconfiante, decidi conhecer outros Tigres, a essa altura os visitantes do parque estavam desesperados com suas excursões que iam sair, por esse motivo, também, achei ótimo ir por conta, pois fui na hora que acordei e voltei quado achei conveniente, aproveitei o passeio ao máximo.

As filas já haviam diminuído e  pude com mais tempo alimentar com leitinho os Tigres:

DSC05874 DSC05875

Até ele sorriu para a foto:

DSC05877

Esse tava com sono, era albino, e gigante:

DSC05880 DSC05883

Antes de ir embora me despedi do macaquinho “Se beber não case”, esse sim estava preso, sem dúvida muito perigoso! Ficou dando risada e fazendo estripulias quando eu falava com ele, adorei.

DSC05825

O Zoo de Luján está aberto todos os dias, entre as 8h30 e as 19h30. O telefone de informações é (54 2323) 435 7380. Os ingressos custam  200 pesos argentinos por pessoa. Há várias formas de fazer a visita ao zoológico. É possível ir por conta própria, como eu, de ônibus ou táxi, comprar o pacote de alguma agência de turismo local ou ainda contratar o serviço de algum guia particular. Eu peguei o ônibus próximo à estação de metrô a Palermo, na Plaza Italia, em frente ao zoológico de Palermo, Linha 57, Atlântida. Valeu a pena comprar o cartão Sube, que é utilizado tanto para o ônibus como o metrô (15,00 pesos do cartão+passagens / 2,50 metrô e 16,50 ônibus para Luján), o cartão é vendido em pontos específicos, eu adquiri o meu em frente ao Obelisco, no centro,é necessário além do dinheiro um documento para cadastro, mas será útil em toda a viagem, pois é fácil utiizar os meios de transporte, que não são caros, mas sem o cartão só é possível pagar com moedas, as quais não vi na minha viagem. O trajeto foi tranquilo e demorou aproximadamente 01h15, o ônibus era bem confortável, de viagemPara voltar foi só esperar na esquina do Zoo, mas é bom perguntar se está no ônibus certo, eu ainda aproveitei para dormir um pouquinho e recarregar as energias durante a viagem de volta.

Caminito

DSC05912

Caminito é um logradouro tradicional e turístico, localizado no bairro de La Boca, em Buenos Aires, Argentina.

DSC05906

O caminho se estende de leste a oeste, formando uma curva de aproximadamente 150 metros, atravessando em forma diagonal, limitada pelas ruas Araoz de Lamadrid (ao norte), Garibaldi (ao oeste), Magallanes (ao sul) e Del Valle Iberlucea (ao leste). Sua forma segue o curso de uma antiga via de bonde, abandonada.

DSC05903

Em 1959 surgiu oficialmente uma “rua museu”, com o nome de “Caminito”. O pintor Benito Quinquela Martín, foi o idealizador. Com a ideia de pintar  de cores alegre todas as casas, de material ou de madeira e zinco, as quais dão seus fundos para este estreito caminho, transformou um pardieiro, na  formosa rua. As casas de madeira e chapa cuja frente dão para o Caminito, seguem o estilo do tradicional conventillo boquense, um tipo de vivenda popular precária que caracterizou ao bairro desde suas origens.

DSC05901

Ao longo do curso da rua se encontram expostas obras artísticas e nas janelas dos edifícios bonecos de personalidades como Maradona e Evita, ou cidadãos comuns.

DSC05904

La Boca é um bairro um pouco perigoso, então  primeira dica é ir de dia, preferencialmente no período da tarde, logo após o almoço, ou ir lá almoçar, há vários restaurantes com mesas pela rua, e um palco onde casais dançam tango. Há casais dançando inclusive na rua, principalmente em frente à loja (das delícias que eu adoro) da Havana, onde há a placa escrito Caminito:

DSC05919

Lá você encontra esses dançarinos prontos para tirar fotos e te transformar num dançarino, com direito a rosa na boca e chapéu na cabeça (esse não foi meu caso), e sósias do Maradona, prontos para posar com os turistas.

DSC05909

Outra dica, caso você vá de ônibus é avisar ao motorista que vai ao Caminito e que descerá no ponto final (fica em frente à rua principal). Eu disse que ia descer em La Boca e andei várias quadras sozinha por locais desaconselháveis.

O passeio é incrível! É ótimo para compras (apesar dos preços em Buenos não estarem baixos), lá foi o local onde vi os souvenirs mais baratos,  as bolsas de couro, as camisetas, e as bijus diferenciadas, tanto nas barracas na rua, quanto nas lojinhas.

DSC05899

Buenos Aires é uma cidade linda, o Caminito é um passeio super simpático, num lugar colorido, onde eu tive a sorte de ter uma tarde de sol quentinha para passear. Viajar é tudo de bom! Seja com amigos, amores, ou consigo mesma!