Os próximos 3 meses

DSC_0254Esse ano não escrevi muito por aqui, escrevi os meus sonhos para 2018, nem foram muitos. Bem, passados noves meses, bebês que foram feitos naquele dia devem estar nascendo por agora, e o que será que eu consegui gerar nesses nove meses? Não fiquei fluente em norueguês embora eu entenda com facilidade quase tudo e para ler seja bem fácil hoje em dia. Sim continuo na Noruega. Assisti shows incríveis, conheci pessoas incríveis, desci rolando uma montanha nevosa, quase morri, conheci Lillehammer, conversei com um dos meus músicos favoritos, senti amor, paixão, devoção, esperança e rejeição. Experimentei sabores de comidas e refrigerantes que não conhecia: adoro Ginger Beer! Fiz pratos que nunca havia feito antes, aprendi a colher e plantar batatas, aprendi a servir em um restaurante. Verdade seja dita, meu dotes culinários estão muito melhores este ano. Conheci meu sobrinho e vi que existe amor à primeira vista sim! Dormi em um barco e também acampei de novo. Assisti jogos do Brasil com amigos poloneses e noruegueses, dividi minhas histórias com amigas de mais de cinco países e com idiomas nativos diferentes do meu.
Tudo foi intenso, tudo tem sido intenso, a dor quando vem é profunda, e a alegria quando vem é contagiante. Poucos conseguem ficar depois que a dor vem, mas aqueles que ficam não se arrependem.

DSC_0375

Passaram-se nove meses, tudo o que eu queria talvez eu não quero mais. Todas as certezas que eu tinha já não tenho mais.
A vida que eu tinha há noves meses já não tenho mais. Mas eu sobrevivi.
Nos últimos nove meses eu entendi a palavra sororidade. Amigas em diferentes lugares do mundo, incluindo minha primeira amiga a minha mãe, me ouviram, me acudiram, me animaram, me aconselharam, me deram abrigo, emprego e tentaram me mostrar o quanto eu era incrível, mesmo que eu não conseguisse mais ver isso. Tantas pessoas passaram, mas as que ficaram agora criam laços fortes e sei que permanecerão.
Pessoas foram extremamente cruéis comigo e me fizeram quase desistir mas outras foram profundamente generosas e me animaram. Ouvi mentiras doces e verdades amargas. Envelheci 9 anos em noves meses. Aprendi que toda a mulher apoia um homem quando ele está no fundo do poço e o levanta, e o contrário não acontece (salvo pouco guerreiros heróis, alguns que tenho em família e como amigos, outros que infelizmente não conheci uahuahua). Aprendi que na vitória se brinda com muitos, e na necessidade se divide as migalhas com poucos, e se eles permaneceram, serão eles que merecerão os melhores brindes, claro!

reise 13052018 mobile (61)
O que eu quero para os próximos três meses?
Eu não sei. Ser feliz? Aceitação. Um abraço forte e caloroso, um sorriso fácil, ser aceita com toda a minha esquisitice, sem ser julgada por onde estou, de onde vim, apenas um belo “come as you are”.