Bonequinha de Luxo

Diva eterna e tida como o rosto mais belo da história do cinema, a atriz de Bonequinha de Luxo, Audrey Hepburn, tinha um estilo atemporal que até hoje é referência para a moda.

Única herdeira de famíla rica, Audrey é belga e mudou-se com a família para os Estados Unidos durante a 2ª Guerra Mundial. Ela tinha 1,68 e se limitava a pesar no máximo 52 kgs.

Antes de conseguir o estrelato com seu primeiro filme americano, “A Princesa e o Plebeu”, 1953, quando arrebatou o Oscar de Melhor Atriz, Audrey participou de diversos filmes britânicos e franceses.  Em sua carreira de sucesso, foi ainda indicada ao Oscar de Melhor Atriz por suas atuações em “Sabrina”, “Uma Cruz à Beira do Abismo”, “Bonequinha de Luxo” e “Um Clarão nas Trevas”.

Para o filme “Bonequinha de Luxo”, Henry Mancini compôs “Moon River” especialmente para ela.  Ganhadora do Oscar de Melhor Canção, “Moon River” tem centenas de gravações, mas a dela é inquestionavelmente a melhor.

Audrey Hepburn foi uma das musas do grande estilista francês, Hubert de Givenchy, tendo este sido o responsável por seu guarda-roupa nos filmes “Sabrina”, “Cinderela em Paris”, “Amor na Tarde”, “Bonequinha de Luxo”, “Quando Paris Alucina”, “Como Roubar um Milhão de Dólares” e “Charada”.

Audrey casou-se com o ator Mel Ferrer em 25/09/1954, de quem se divorciou em 05/12/1968.  Voltou a se casar em 18/01/1969 com Dr. Andrea Dotti, de quem se divorciou em 1982.  Com o primeiro marido, teve um filho, Sean H. Ferrer, e com o segundo, Luca Dotti.

Em 1988, Audrey tornou-se Embaixadora Especial para o Fundo UNICEF das Nações Unidas, de Ajuda às Crianças, tendo participado de missões no Sudão, El Salvador, Somália, México, Equador, Venezuela, Vietnã, Tailândia e Etiópia.

Audrey Hepburn era poliglota e falava inglês, holandês, flamengo, francês, espanhol e italiano, ou seja a fia não era só um rostinho bonito!

A bonequinha de luxo também tinha grandes frases de efeito como: “pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas, jamais jogue alguém fora.”

Audrey com o primeiro filho.

E para terminar a máxima de Audrey: “Escolher o dia, apreciá-lo ao máximo, o dia como ele vem, as pessoas como elas vem.”